Curiosidades

201 corpos congelados aguardam para reviverem no Arizona

Aproximadamente 201 pessoas tiveram seus corpos congelados, alias criopreservados pela empresa Alcor Life Extension Foundation acreditando que no futuro poderão ser revividos.

Conforme informações obtidas no site da empresa, o objetivo da Alcor é no futuro poder aproveitar do avanço tecnológico e trazer de volta a vida seus “pacientes”.

Eu entendo, você provavelmente está pensando que isso tudo é uma invenção, mas não é, realmente existem pessoas congeladas nas instalações da Alcor.

Segundo Max More embaixador da Alcor, a tecnologia não é capaz de manter as pessoas com doenças graves a partir do momento que se aproximam da morte.

Portanto, ao invés de simplesmente seguir o ciclo normal da vida do ser humano a Alcor deseja parar esse processo através da criogenia.

Como funciona o processo de criogenia da Alcor

Certamente você deve estar curioso de como funciona o processo de criogenia, bom ele consiste em basicamente congelar aproximadamente -160 graus o corpo do “paciente”.

Isso é lógico apenas após a morte declarada oficialmente, a Alcor possuí uma equipe de prontidão para realizar o procedimento.

Uma série de produtos químicos são introduzidos nos “pacientes” fazendo com que eles permaneçam teoricamente preservardos.

Os corpos dos “pacientes” ficam armazenados em tanques cheios de nitrogênio liquido, aguardando o avanço da tecnologia.


A origem da Alcor Life Extension Foundation

A Alcor não é uma empresa nova, ela foi fundada em 1972 e realizou sua primeira criopreservação de um ser humano em 1976.

O paciente em questão é James H. Bedford um psicólogo que morreu que morreu de câncer renal aos 73 anos de idade.

No entanto, a Alcor não possuí apenas pacientes com idade “avançada”, sua paciente mais nova possuí apenas 2 anos.

Um menina tailandesa com câncer no cérebro, ela foi criopreservada em 2015, ela havia passado por várias cirurgias porém nada funcionou.

Outro paciente da Alcor é o famoso Hal Finney, um engenheiro de software que morreu em 2014 devido a Esclerose Lateral Amiotrófica.

Hal ficou conhecido por ser a primeira pessoa a receber uma transação de Bitcoin do próprio Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin.

Alguns até mesmo acreditam que Hal Finney seria o misterioso desenvolvedor por trás da criação do Bitcoin.

O procedimento de criopreservação da Alcor custa aproximadamente US$ 200.000 para o corpo todo ou US$ 80.000 “congelar” apenas o cerebro.

É importante frisar que a Alcor não garante que o procedimento funcione e muitos médicos ao redor do mundo não acreditam na tese.

Ou seja, os corpos congelados da Alcor são preservados mas sem nenhuma garantia de que no futuro poderão voltar a viver.

PUBLICIDADE

Equipe Tech Start

Tech Start XYZ, o seu portal de informações sobre tecnologia, hacking, malware e curiosidades.

Artigos relacionados

Publicidade